Notícias

Judeus voltam para Israel em número record

Judeus voltam para Israel em número record

Judeus voltam para Israel em número recordeJudeus voltam para Israel em número recorde

Panfletos que mandavam os judeus do leste da Ucrânia se registrarem, pagar um imposto exclusivo e deixar a região começaram a ser distribuídos no último mês. A lembrança do que aconteceu na ascensão do nazismo logo aterrorizou a população judaica.

Sobretudo em Donetsk, região que está no centro do conflito entre o governo ucraniano e os separatistas pró-Rússia. Um plebiscito indica que a área será anexada por Moscou, seguindo o exemplo da Crimeia. Ali, homens mascarados foram para as saídas das sinagogas pedir a expulsão dos judeus. Sinagogas foram incendiadas e pichações antissemitas se espalham pelo país.

Parte dos 15 mil judeus de Donetsk já fala em sair da região caso a Rússia assuma o controle.  O caminho natural é mudar para outras regiões da Ucrânia, mas há quem defenda que todos devem voltar para Israel. Segundo o jornal Yedioth Ahronoth, cerca de 70% dos judeus do país já contataram a embaixada israelense sobre pedidos de visto e condições para imigrar para o Estado judeu.

O rabino Pinkhas Vyshedsky, afirma: “a impressão é que alguém está tratando de arrastar (os judeus) para um jogo político entre a Rússia e Ucrânia”. Ele conta que pediu às forças de segurança da Ucrânia proteção especial à comunidade. Contudo, até agora não houve resposta.  Desde o início de 2014, a imigração oficial de judeus ucranianos para Israel cresceu 140%.

Ao mesmo tempo, a França é o país de onde mais judeus decidiram voltar para Israel. O crescimento foi de 400%, sem que exista um motivo especial. A maioria alega o “crescente antissemitismo”. As autoridades acreditam que, se o ritmo continuar assim, será o maior fluxo de judeus franceses voltando para sua pátria-mãe desde o ressurgimento de Israel, em 1948.

Para os especialistas em profecias, este é um dos vários indícios que Deus pode estar reunindo novamente seu povo na Terra Prometida como sinal do final dos tempos.  Seria o cumprimento da profecia bíblica de Isaías 43:5-7, que afirma: “Não tenha medo, pois eu estou com você, do oriente trarei seus filhos e do ocidente ajuntarei você. Direi ao norte ‘Entregue-os!’ e ao sul ‘Não os retenha’. De longe tragam os meus filhos, e dos confins da terra as minhas filhas; todo o que é chamado pelo meu nome, a quem criei para a minha glória, a quem formei e fiz”. Com informações Yahoo, The Blaze e BBC

Malafaia defende Rachel Sheherazade

Para o pastor evangélico hoje o governo conseguiu calar uma jornalista e amanhã estará calando os pastores

por Leiliane Roberta Lopes


A democracia do Brasil corre perigo, diz Malafaia sobre censura a Rachel SheherazadeA democracia do Brasil corre perigo, diz Malafaia sobre Sheherazade

O pastor Silas Malafaia falou sobre a decisão do SBT em cancelar o quadro de opinião dos apresentadores do SBT Brasil.

A medida foi tomada após parlamentares entrarem com uma representação criminal junto à Procuradoria-Geral da República pedindo o cancelamento da verba pública repassada à emissora paulista.

Os deputados, liderados pela deputada Jandira Feghali (PSOL-RJ) afirmam que a jornalista Rachel Sheherazade estaria usando uma concessão pública para fazer apologia ao crime.

“Que vergonha! Que ridículo! O SBT ceder às pressões de partidos, tais como PSOL, PC do B e do PT. Partidos esses, que idolatram Fidel Castro, o governo da Venezuela e suas ideologias baseadas em Marx”, escreveu Malafaia.

O pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo entende que a pressão dos deputados mostra que eles não estão em defesa da democracia ao impedir a liberdade de expressão.

“A democracia do Brasil corre grande perigo!”, diz Malafaia fazendo um alerta ao povo brasileiro: “Uma jornalista, na maior cara de pau, é silenciada. Liberdade de expressão para todo mundo falar a mesma coisa é ditadura da opinião”.

Malafaia continuou seu artigo explicando que verbas públicas garantem anualmente milhões de reais às emissoras e que ao calar uma jornalista independente o governo estaria impedindo que ela o criticasse.

“Imagine Sheherazade agora falando da roubalheira da Petrobras. É o governo silenciando a jornalista!”, disse em seu site, Verdade Gospel. Malafaia também se mostra desconfortável com a situação e afirma que “hoje estão silenciando uma jornalista, amanhã vão querer silenciar os pastores”.

Pais dizem que livros didáticos fazem apologia ao diabo em Taubaté, SP

Pais dizem que livros didáticos fazem apologia ao diabo em Taubaté, SP

Palavras e mensagens transmitidas em quatro obras são criticadas.
Câmara chamou secretária da Educação para 'prestar esclarecimentos'.

Do G1 Vale do Paraíba e Região

O conteúdo de livros didáticos comprados para uso nas escolas da rede municipal de Taubaté (SP), por 33 mil alunos a partir de seis anos, preocupa os pais. Quatro obras apresentam conteúdo considerado pelas mães impróprio para as crianças - uma delas, o 'ABC Doido' supostamente faria apologia ao diabo. O caso será investigado pela Câmara.

No livro, a letra T é associada ao tridente e, na página estão figuras do diálogo que ensina que a letra T não é a da cruz. Em outros exemplares, as mães dizem que o problema está nas palavras escolhidas para compor os textos e nas mensagens passadas pelas obras como em 'Terríveis Romanos', que ensina um passo a passo de como analisar as tripas de animais para ser um vidente.


Trecho mostra figura e menção polêmica em livro da rede de ensino em Taubaté (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)Um trecho diz 'é provável que sua mãe não ache graça em você estripando um animal dentro de casa. Se for o caso, vá a um criadouro e compre um coelho inteiro para fazer a leitura'.

"Eu li o livro que chegou para ela [filha] e vi que tinham umas palavras muito fortes", contou uma mãe. "É como se estivesse induzindo ele [aluno] a fazer algo. Eu estou ensinando ele o certo, para forjar o caráter dele para ele ser um homem de bem e, na escola, ele aprendendo outra coisa",  disse a auxiliar de limpeza Claudia David, mãe de outro aluno.

Ela destacou que todos os livros que compõe os kits distribuídos aos alunos são referência e alguns, como o 'ABC Doido', premiados. Na avaliação da secretária, as leituras são adequadas e continuarão no cronograma da rede municipal. "São materiais técnicos, dentro de uma proposta técnica, títulos inclusive comercializados em mais de 40 países", defendeu.Na última sessão da Câmara, os vereadores decidiram convocar a secretária de Educação, Edna Chamon, para prestar esclarecimentos. Ela será ouvida na próxima segunda-feira (17), mas adiantou que as obras fazem parte de um programa de leitura aprovado pela equipe técnica da prefeitura e que as leituras são contextualizadas e discutidas em sala de aula.

O vereador Noilton Ramos discorda e considera que o material não é apropriado para a idade. "Vamos perguntar para a secretária o porquê que ela colocou esses livros, que nós entendemos que é para uma idade maior, o porquê que foi colocado?", afirmou o parlamentar
.

Twitter